quinta-feira, 1 de maio de 2014

45





eu quero dormir
no mesmo instante

que você 

pra te encontrar
no sono
das coisas

13 comentários:

  1. Incrível...Mas eu SEMPRE acreditei nisso....que encontros assim acontecem...Que olhares que olham ao mesmo tempo pra l
    Lua se cruzam....etc, etc, etc....
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Lindooooooooooooooooo...no sono das coisas....lindo demais!!!! O poema e o senhorito!

    Beijo
    wanyletty.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. duas vertentes, te conhecer pela televisão e ver uma pequena parte sua e dps ler seu blog e simplesmente se encantar...que bom q estava vendo a tv a ponto de encontrar tão boa escrita! Tbm escrevo e irei lançar meu primeiro livro de poemas, algo modesto, independente...quase pelo Ego.
    Voce tem talento, como sabe...continue escrevendo e acredito que voltarei aqui.
    abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de felicitá-lo por compartilhar seu talento multifacetado. Nas curvas de um poema, no trabalho na TV. Sua atuação está fascinante, assim como sua perspectiva de mundo compartilhada em seu microblog. Lá pude conhecer vídeos que desterritorializam (Oba!). Enfim, o artista cumprindo seu papel! Lindo isso! Sucesso sempre!

    ResponderExcluir
  5. Lindos poemas!! parabéns querido ;)

    ResponderExcluir
  6. Amei seus poemas… suas frases, pensamentos! Lindo e de tocar o coração! :)

    ResponderExcluir
  7. Dos meus humildes rabiscos, atrevo-me a publicar...

    A noite que atormenta minha alma envereda pelos pensamentos. A luz e a escuridão, o fogo e a água, latentes opostos reafirmam o confronto reconhecido como inegável destino. Trazem-te para o meu lado diante da penumbra, na certeza de que das nossas diferenças surgirá o encontro de almas singelas e tórridos amantes.

    ResponderExcluir
  8. Última vez que eu encho o saco... sabe poemas são bonitos por que são a verdade ou a mentira de alguém e por isso são importantes do mesmo jeito que não valem nada, os seus são bonitos porque você quis escreve-los, sairam de você. não porque são ESTRAORDINARIAMENTE MAGNANIMOS como alguns fazem parecer, nnão se esqueça disso. Agora eu calo minha boca ;) felicidades!

    ResponderExcluir
  9. Voçê sabe usar as palavras, parabéns gosto muito do seu trabalho, um grande beijo

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. A poesia que te habita é reluzente para minha vida!
    Admiro o que escreves!

    ResponderExcluir